quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

CÂMARA DOS DEPUTADOS - Aprovado projeto que cria 8.922 vagas no Executivo

Foi aprovado, na última quarta-feira, dia 10 de dezembro, pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, o projeto de lei 6244/13, do executivo, que cria 8.922 vagas junto ao serviço público federal, além de criar vagas em alguns órgãos para substituição de outras que estão sendo extintas. Do total, 7.328 são somente para o Ministério da Educação, sendo 5.320 para professores e 2.008 para cargos técnico administrativos.
O projeto, antes de ser votado em plenário, ainda deve passar pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Na ocasião, o relator da comissão, deputado Manoel Júnior (PMDB/PB), defendeu a adequação financeira e orçamentária da proposta. Pelo texto, o preenchimento das vagas deverá ser feito de forma gradual. Ainda de acordo com o relator, após a realização dos respectivos concursos, previstos para ocorrer a partir de 2015, o impacto anual da medida está estimulado em, aproximadamente, R$ 958 milhões.
De acordo com a proposta do projeto de lei, encaminhado pela ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Miriam Aparecida Belchior, o provimento das vagas será feito de forma gradual, de acordo com autorização orçamentária.
Educação
Ainda para o Ministério da Educação, além das 7.328 vagas, também está prevista a transformação de mais 1.977 no plano de carreiras dos cargos técnico administrativos em educação dos Institutos Federais de Ensino Superior (IFES), com o objetivo de criar o mesmo número de vagas para carreiras com perfis mais adequados às necessidades da instituição. Uma vez aprovado o projeto e sancionado pela presidente Dilma Rousseff, o preenchimento das vagas deverá ser feito por meio de concursos públicos.
Outros órgãos
Além das 7.328 vagas para o Ministério da Educação, o projeto prevê a criação de 214 vagas para a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), 180 para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e 1.200 para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
O projeto também determina a transformação de 85 vagas na Polícia Federal, bem como criação de 44 para a Polícia Rodoviária Federal, com extinção de 50. A proposta contempla, ainda, a criação de cargos para os departamentos da Polícia Federal e de Polícia Rodoviária Federal, sem aumento de despesas, pela contrapartida de extinção de cargos vagos. Para a Polícia Federal, o Executivo propõe criar 44 cargos de engenheiro, 5 de arquitetos e 36 de psicólogo. Já par a Polícia Rodoviária Federal, a previsão é de 19 cargos de administrador, 17 de engenheiro, 5 de estatístico e 3 de técnico de comunicação social.
A proposta também cria 500 gratificações temporárias no Sistema de Administração de Recursos da Informação e Informática (SISP), de nível superior.
Fonte:jcconcursos.uol.com.br

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Cursos em andamento

CURSOS EM ANDAMENTO:

1- Area Fiscal e Gestão - I
Módulo 1
Encontros: terça e quinta
Turno: noite (19h às 22h)

2- Area Fiscal e Gestão - II
Módulo 2
Encontros: segunda e quarta
Turno: noite (19h às 22h)

3- Auditor CGE-PI - teoria e questões
Encontros: segunda a sexta
Turno: noite (19h às 22h)

4- Analista SEFAZ-PI- teoria e questões
Encontros: segunda a sábado
Turno: tarde (15:30h às 18h)

5- Analista SEFAZ-PI - teoria e questões
Encontros: segunda a sábado
Turno: noite (19h às 22h)

6- Analista SEFAZ-PI - só questões
Encontros: segunda a sábado
Turno: noite (19h às 22h)

7- EXAME CRC 2015.1 - Turma 01
Encontros: sábado tarde
Turno: tarde (14h às 17h)

História do GESCON

HISTÓRIA

Em agosto de 2011 o Prof. Ricjardeson Dias idealizou um novo conceito de preparação para concursos públicos em Teresina: o Grupo de Estudos para Concursos-GESCON. Sua experiência em cursinhos preparatórios o levou a pesquisar sobre os pontos positivos e negativos nos estudos dos concurseiros. Percebeu-se que havia uma demanda por um modelo de estudos que preparasse o candidato antes da abertura dos editais.
O primeiro grupo de estudos contou com 20 participantes, que passaram a estudar para vários concursos da carreira fiscal. A ideia ganhou força, e ainda naquele ano surgiram mais dois grupos. O GESCON também abraçou a ideia de preparar para o Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade, e hoje é a referência nacional em preparação para as provas do CRC.
Atualmente são várias turmas organizadas em duas salas de aula. Pertencem aos grupos de estudos aqueles que queiram aperfeiçoar e aprofundar a parte teórica, bem como exercitar questões de concursos para a área fiscal. As aulas são presenciais, duas vezes por semana ou aos finais de semana. Os professores são experientes e renomados. As turmas são limitadas ao máximo de 20 pessoas.
Os grupos não adotam apostilas. Os professores definem quais livros serão usados em suas disciplinas, e cada membro usa seu próprio livro (ou cópia do livro), de forma que o participante possa aprofundar mais seus conhecimentos.

DISCIPLINAS:
Os grupos de estudos são estruturados em 3 módulos:

Módulo I: (duração 4 meses)
Direito Constitucional;
Direito Administrativo;
Contabilidade Geral;
Orçamento Público;
Contabilidade Pública.

Módulo II: (duração 4 meses)
Português;
Raciocínio Lógico;
Administração Pública;
Finanças e Economia;
Auditoria.

Módulo III: (duração 4 meses)
Direito Civil;
Direito Penal;
Estatística;
Matemática Financeira;
Contabilidade Avançada.

PREMISSAS:

A metodologia de estudos do GESCON é baseada nas seguintes premissas:
1. Turmas pequenas (20 pessoas)
2. Adoção dos melhores livros;
3. Encontro presenciais (apenas 2 vezes por semana);
4. Professores renomados;
O uso da plataforma Moodle, que é adotada pelas principais universidades do país, onde o estudante tem os seguintes diferenciais: acesso exclusivo (login e senha) e download de materiais (slides das aulas).

ESTRUTURA E LOCALIZAÇÃO

A sede do GESCON localiza-se em Teresina-Piauí, à Rua Arlindo Nogueira nº 333 Centro - Edifício Luiz Fortes (ao lado do Diretório do Democratas, próximo à Praça do Fripisa), um local de fácil acesso. As salas são equipadas com toda infra-estrutura necessária à qualidade no ensino.

Portanto, se você tiver interesse em participar deste grupo de estudos, mande um e-mail para: cursosgescon@gmail.com 
Aproveite esta oportunidade, e Invista no seu Futuro.

GESCON - NOVOS CURSOS (matrículas abertas):


NOVOS CURSOS (matrículas abertas):


Início: 13/dez/14
Encontros: sábado e domingo
Turno: sáb. tarde e dom. manhã
Duração: 16 encontros
Investimento: R$ 420 ou 5x R$ 95


Início: 16/dez/14
Encontros: segunda a sexta (noite) e sábado (tarde).
Duração: 45 encontros
Investimento: R$ 1390,00 ou 6x R$ 245,00.

3- Curso Legislação do ICMS
Início: 13/dez/14
Ministrante: João Carvalho
Encontros: sábado e domingo
Horário: 8h às 12h
Duração: 6 encontros
Investimento: R$ 250 ou 6x R$ 50

4- Exame CRC 2015.1
Início: 02/jan/14
Ministrante: Ricjardeson Dias
Encontros: sexta noite
Horário: 19h às 22h
Duração: 12 encontros
Investimento: R$ 420 ou 5x R$ 90,00


5- Exame CRC 2015.1
Início: 03/jan/14
Ministrante: Ricjardeson Dias
Encontros: sábado manhã
Horário: 10:30h às 13h
Duração: 12 encontros
Investimento: R$ 420 ou 5x R$ 90,00

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

PGE-RJ: Edital programado para janeiro: níveis médio e superior

Quem pretende conquistar um emprego na área judiciária, em 2015, com boa remuneração e estabilidade deve iniciar agora mesmo a preparação. Isso porque continua programada para janeiro a divulgação do edital do concurso para cargos dos níveis médio e superior da área de apoio da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ). Com o concurso já autorizado, o órgão trabalha para definir os principais detalhes do concurso, entre os quais a organizadora da seleção, que deverá ser conhecida muito em breve. Os interessados devem aproveitar o tempo que falta até a publicação do edital para estudar, já que o órgão divulgou a seleção com antecedência, de forma que ninguém seja pego de surpresa. 
Inicialmente, o concurso será destinado à formação de cadastro de reserva para técnico processual (antigo técnico assistente de procuradoria), que exige o nível médio, e analista (antigo técnico superior) nas áreas de Administração, Contabilidade, Computação e Informática, Biblioteconomia, Medicina, Direito e Engenharia Civil ou Arquitetura, todos com exigência de graduação na área desejada. Pelo fato de a seleção ser para cadastro, quanto melhor for a classificação, maiores são as chances do aprovado ser convocado em um curto espaço de tempo. Daí a necessidade de se preparar desde já, antes da divulgação do edital, conforme alerta especialistas na área. Assessores da procuradora-geral do estado, Lucia Léa Guimarães, afirmaram, porém, que ainda não está descartada a possibilidade de serem oferecidas vagas imediatas, o que ser definido até meados de janeiro.
A seleção está atraindo a atenção de muitos concurseiros, pelo fato de a PGE-RJ oferecer remunerações atrativas. Para o cargo de técnico processual, o valor é de R$4.542, incluindo o vencimento de R$3.860 e o auxílio-alimentação de R$682 (valor de R$31, para 22 dias de trabalho). Já para analista, os rendimentos são de R$6.382, somando o salário-base de R$5.700 e o auxílio. Os servidores da PGE-RJ têm direito ainda a auxílio-transporte, variável de acordo com a localidade, auxílio-creche de R$900 por dependente e plano de saúde.
Essas remunerações ainda podem aumentar. Caso o técnico tenha pós-graduação, receberá um adicional de qualificação (AQ) de R$283,50, o que possibilita rendimento de R$4.825,50. Se o servidor tiver mestrado, terá remuneração de R$5.109, com AQ de R$567, e de R$5.676 com doutorado, incluindo o adicional de R$1.134. Já no caso do analista, se o servidor tiver pós-graduação, seu rendimento chegará a R$6.665,50; com mestrado, a R$6.949; e doutorado, a R$7.516. 
 
Último concurso - Em 2009, ano do último concurso para a área de apoio da PGE-RJ, a seleção ocorreu somente por meio de prova objetiva. No caso do cargo de 2º grau, o exame versou sobre Conhecimentos Gerais (30 questões), incluindo Português e Noções de Informática, e Conhecimentos Específicos (30), abrangendo Direito Administrativo, Direito Constitucional e Direito Processual. Já os interessados na função de analista responderam a 70 questões, sendo 25 de Português e 45 de Conhecimentos Específicos. A organização coube à Fundação Carlos Chagas (FCC).  

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Curso Preparatório - Auditor Governamental CGE-PI. Início em 16/dez.

O GESCON (Grupo de Estudos para Concursos) está com matrículas abertas para o Curso Preparatório para Auditor da Controladoria-Geral do Estado do Piauí (Turma 2). 
 
Turma 2 - Auditor CGE-PI - teoria e questões.
 
Início: 16/dez/2014 (terça-feira)  
Término: 14/mar/2015 (sábado)  
Duração: 45 encontros
Investimento: R$ 1.390,00 à vista ou 6x de R$ 245,00 (cartão de crédito)
Detalhamento do curso:




Disciplina
Dia da semana
Nº de encontros
Horário
Período
1
Orçamento Público (AFO)
Terça
5
19h às 22h
16/12 a 13/01
2
Administração Pública
Segunda e Quarta
5
19h às 22h
07/01 a 21/01
3
Direito 
Constitucional
Terça
8
19h às 22h
20/01 a 10/03
4
Direito Administrativo
Quinta
6
19h às 22h
22/01 a 26/02
5
Auditoria Governamental
Segunda e Quarta
4
19h às 22h
26/01 a 04/02
6
Economia e 
Finanças
Segunda e Quarta
6
19h às 22h
09/02 a 02/03
7
Contabilidade 
Geral
Sexta
7
19h às 22h
02/01 a 13/02
8
Contabilidade 
de Custos
Sábado
2
14h às 17h
21/02 e 28/02
9
Contabilidade Pública
Sábado
2
14h às 17h
07/03 e 14/03
TOTAL
45



sábado, 6 de dezembro de 2014

TRE-RR: Saiu edital para técnico e analista. Até R$8.863

Foi divulgado no Diário Oficial da União desta quinta-feira, dia 4, o edital do concurso do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR). A seleção oferece oito vagas imediatas, além de cadastro de reserva, em cargos de níveis médio, médio/técnico e superior, na área desejada. Há chances nas funções de analista judiciário e técnico judiciário. Para o primeiro é exigido o nível superior na área desejada. A remuneração é de R$8.863,84 mensais, além de benefícios.  As áreas solicitadas são: Judiciária, Administrativa, Apoio Especializado com  Especialidade Estatística, Engenharia Civil, Medicina, Odontologia, Psicologia, Análise de Sistemas e Biblioteconomia. Já para técnico, há oportunidades nas áreas Administrativas e Especialidade na Operação de Computadores. É exigido o nível médio ou médio/técnico. O vencimento é de R$5.425,79 mensais. A carga de trabalho é de 40 horas semanais para todos os níveis. O regime de contratação é o estatutário, que garante estabilidade empregatícia. 
Os contratados atuarão nas zonas eleitorais. Aos portadores de deficiência serão reservadas 5% das vagas. As inscrições começam nesta sexta-feira, dia 5 de dezembro, e vão até as 14h do dia 22 de dezembro. Os cadastros poderão ser feitos no site da organizadora, Fundação Carlos Chagas. A taxa é de R$70 para os níveis médio e médio/técnico e de R$90 para o superior.
As avaliações serão por meio de de provas objetivas, previsto para o dia 8 de março. No período da manhã será aplicado para técnico judiciário, já na parte da tarde, será realizado para o cargo de analista judiciário.  A duração da prova será de 3h30 e 4h30, respectivamente. Os conteúdos cobrados serão Conhecimentos Gerais e Específicos. Para os analistas contará ainda Redação e questões discursivas. Serão aprovados os candidatos que obtiverem seis pontos ou mais na avaliação. A validade será de dois anos, podendo ser prorrogada por mais dois.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

TRE-GO: Banca das provas escolhida. Prazo até dia 18!

Foi divulgada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 2 de dezembro, a comissão examinadora para as provas objetivas e discursivas do concurso do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO). A publicação está disponível abaixo. O concurso, que está com as inscrições abertas, oferece 14 vagas imediatas, além da formação de cadastro reserva para os cargos de técnico e analista judiciário. Para técnico são 11 vagas, sendo 10 para a área administrativa (médio) e uma para apoio especializado (médio/técnico), com remuneração de R$5.007,82. Já para analista judiciário (superior em Direito) são ofertadas três vagas para a área judiciária e cadastro para o setor administrativo (graduação em qualquer área). A função tem vencimento de R$8.178,06. Para todos os cargos a carga de trabalho será de 40 horas semanais.
As inscrições podem ser realizadas até o dia 18 de dezembro, no site do Cespe/UnB, organizador do concurso. Serão cobradas taxas de R$70 e R$90, para cargos de nível médio e superior, respectivamente. São os últimos dias para pedidos de isenção de taxa. O prazo acaba na próxima quinta-feira, 4 de dezembro. A isenção pode ser solicitada no site do organizador, apenas por aqueles inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e membros de família de baixa renda. Os que tiverem o pedido indeferido terão até o dia 19 de dezembro para realizar o pagamento, de acordo com alteração divulgada juntamente com a escolha da banca.
A prova objetiva está prevista para o dia 1º de março de 2015. O exame será composto por 120 questões de Conhecimentos Básicos e Específicos. O conteúdo programático pode ser conferido no edital de abertura. Para o cargo de analista haverá ainda prova discursiva, aplicada no mesmo dia. A validade do concurso é de dois anos, podendo ser prorrogada uma única vez, por igual período.

FONTE: FOLHA DIRIGIDA

TCE-CE: Edital até o início de janeiro, para 2º e 3º graus

Segundo informações da assessoria de comunicação do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), os últimos detalhes do concurso estão sendo fechados com a Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora escolhida, e a previsão é de que o edital seja publicado até o final do ano ou no início de janeiro de 2015. De acordo com especialistas, aqueles que desejam participar do concurso não devem perder tempo e iniciar os estudos o quanto antes.Serão oferecidas 47 vagas, sendo 35 para o cargo de analista de controle externo, 10 para técnicos de controle externo, uma para procurador de contas e outra para auditor. Além disso, o que se tem confirmado são as remunerações de cada cargo. Para técnico será de R$6.278,54, para analista R$7.879,57, para auditor R$25.260,20 e para procurador R$26.589,68. Todos esses valores ainda terão um adicional de titulação.
Os candidatos enfrentarão provas objetivas e para técnicos, por enquanto, só há esta etapa. Já para analistas haverá também uma avaliação de títulos e para auditor e procurador ainda não foram definidas as próximas, porém no último concurso para esses cargos, além de prova objetiva, os candidatos passaram por avaliação oral e de títulos.
Ainda não é possível saber exatamente as disciplinas que serão cobradas, porém pode se ter como base as que estiveram presentes no concurso anterior: Língua Portuguesa, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Administração Financeira e Orçamentária, Controle Externo, Economia, Auditoria Governamental e Informática, além das específicas. A especialista em concursos, Lia Salgado, acredita que serão muito parecidas com as da área fiscal. "Uma sugestão seria começar por Português, Direito Constitucional e Direito Administrativo, Administração Financeira e Orçamentária (AFO) e Controle Externo. Isso já é uma boa parte do conteúdo". 

FONTE: FOLHA DIRIGIDA

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

EDITAL DO EXAME DE SUFICIÊNCIA Nº 01/2015


As inscrições para a primeira edição de 2015 do Exame de Suficiência poderão ser feitas a partir das 10h do dia 15 de dezembro de 2014. De acordo com o edital nº 01/2015, publicado hoje (03/12), no Diário Oficial da União (DOU) – Seção 3, páginas 223 –, o período de inscrições permanecerá aberto até o dia 15 de janeiro de 2015.
O Exame de Suficiência será constituído de provas objetivas em duas modalidades específicas:
a) Prova para Bacharéis em Ciências Contábeis; e

b) Prova para Técnicos em Contabilidade.
Fonte: Fundação Brasileira de Contabilidade.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Saiu edital Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás!


TCM - GO retifica o edital do Concurso Público com 66 vagas   O Concurso Público 01/2014 é destinado ao provimento de 66 vagas dos cargos de Auditor de Controle Externo que será realizado em Goiânia - GO, sob a responsabilidade da Fundação Carlos Chagas e da Comissão do Concurso.



O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás (TCM - GO), divulgou a primeira retificação onde altera a remuneração dos profissionais, passando para o valor de R$ 6.590,93. Confira as alterações nos documentos disponíveis abaixo da notícia.
Podem concorrer profissionais com Ensino Superior Completo e que atendam as exigências das funções de Controle Externo (18 + CR), Contábil (17 + CR), Jurídica (15 + CR), Engenharia (9 + CR) e Informática (7 + CR).
Os vencimentos de todos os cargos é de Classe A - Padrão 1 no valor de R$ 6.590,93.
Para concorrer é preciso realizar as inscrições exclusivamente via Internet, pelo sitewww.concursosfcc.com.br, de 24 de novembro de 2014 à 22 de dezembro de 2014. O período de inscrições poderá ser prorrogado, por necessidade de ordem técnica e/ou operacional, a critério do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás e/ou da Fundação Carlos Chagas. O valor da inscrição é de R$ 162,50.
Os candidatos serão avaliados por Provas Objetiva e Discursiva, que provavelmente terá início dia 1º de fevereiro de 2015.
O Concurso Público terá validade de dois anos, a contar da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogada, por igual período, a critério do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás.

Fonte: PCI Concursos