terça-feira, 31 de julho de 2012

Descubra a melhor forma de estudar antes da liberação do edital

Todos os concurseiros sabem que para conquistar a vaga tão almejada é imprescindível manter uma dedicada rotina de estudos. De modo geral, as bancas divulgam seus editais poucos meses antes da prova e, em contrapartida, os estudantes que desejam se preparar com mais afinco precisam começar a maratona com maior antecedência, antes mesmo da divulgação do conteúdo programático. Nesse meio termo alguns se deparam com a seguinte questão: se o edital não saiu, como devo focar o estudo? Devo seguir o conteúdo das provas anteriores? A dúvida surge porque alguns receiam que o conteúdo programático sofra muitas mudanças, mas o professor de Direito Administrativo da rede Gran Cursos, Rodrigo Cardoso, garante que "o conteúdo não costuma mudar, pois as atribuições do cargo são sempre as mesmas" e acrescenta que "é imprescindível a resolução de provas anteriores, especificamente, da banca que organizará o concurso pretendido".
Já Gustavo Amaral, também professor de Direito Administrativo da mesma rede, complementa que as bancas seguem a linha de matérias do certame anterior e que, por isso, "em um primeiro momento, antes da publicação do edital, a base será o último conteúdo programático utilizado na seleção". Segundo Amaral, uma importante dica para os candidatos é que, caso haja muito tempo até a publicação do edital, sejam dedicados cinco dias para o estudo teórico. "Eles devem estudar aquilo que tiveram como conteúdo nas aulas, analisar e copiar o que é mais importante dentro de cada tema, formando assim uma espécie de resumo que será utilizado no futuro para que o aluno consiga relembrar o que  foi estudado", diz. O professor também lembra da importância da pausa entre os estudos. "Não se esqueça de descansar. Não é possível estudar e aprender um conceito complexo estando com sono", ressalta.

Segundo Rodrigo Cardoso, que também é servidor do TRT, é extremamente importante que os candidatos tenham afinidade com o estilo da banca do concurso. "Há bancas em que as questões são de múltipla escolha, temos como exemplo a Fundação Carlos Chagas e a Esaf. Já outras, como o Cespe/UnB, adotam o tipo 'certo' ou 'errado'. A forma de abordar o tema também varia. Umas cobram textos da Lei, outras utilizam casos concretos", analisa. Cardoso pontua a necessidade de superar as aversões a determinadas disciplinas. "O normal é o candidato estudar em maior tempo a matéria que tenha mais afinidade. No entanto, o concurso é composto de várias disciplinas e, por isso, é preciso ter uma média em cada uma delas. Para conquistar a aprovação, o candidato deve superar qualquer aversão em determinada disciplina. Estudar para concurso consiste em superar desafios", explica. Gustavo Amaral endossa sua tese. "Devemos levar em consideração que no concurso será aprovado não aquele que for o melhor em uma única matéria, mas, sim, aquele que for dedicado em todas", acrescenta.


Para o professor Rodrigo, matérias "básicas" devem estar sedimentadas antes da divulgação do conteúdo. "Concurso exige planejamento. As matérias 'básicas', ou seja, aquelas cobradas em praticamente todos os concursos, devem estar sedimentadas antes mesmo de o edital ser publicado, como por exemplo: Português, Informática, Matemática, Direito Constitucional e Administrativo".  Sobre a possibilidade de mudança no edital, ele afirma que, caso haja alguma diferença, com certeza não será muito significativa e que vale, sim, iniciar o estudo com antecedência. "Lembre-se, conhecimento nunca é demais", conclui.

Confira cinco conselhos que ajudarão a guiar seus estudos:

1. Primeiramente, o candidato deve  escolher o cargo público para o qual deseja a aprovação. Partindo dessa definição, deve-se analisar aquilo que foi objeto de avaliação no último concurso realizado para o cargo. Até a publicação do edital, a base será o último conteúdo programático que foi utilizado na seleção.

2. Existem situações em que o concursando não possui muito tempo até a publicação do edital. Nesses casos é aconselhável que, a cada dia de estudo teórico, exista um dia de estudo prático, com a realização de questões e provas anteriores.

3. Caso o candidato esteja perdido em relação àquilo que será cobrado no próximo concurso, recomenda-se o estudo de matérias básicas, aquelas que estejam previstas na maioria dos concursos, como, por exemplo: Português, Informática, Direito Administrativo, Direito Constitucional e Raciocínio Lógico.

4. É importante a adoção de um bom doutrinador que solucione as dúvidas que surjam ao longo do estudo.

5. O estudo em grupo é interessante, principalmente, quando há especialista em alguma disciplina no grupo. Por exemplo: um grupo com especialista em Português, outro em Matemática, outro em Direito. Assim, um poderá tirar a dúvida dos demais.

Fonte: Folha Dirigida

MP-MA: Órgão anuncia concurso para 100 vagas. Níveis médio e superior


O Ministério Público do Estado do Maranhão vai realizar concurso, ainda este ano, para preenchimento de 100 vagas, além de formação de cadastro de reserva. Estão confirmadas oportunidades para os cargos de técnico e analista ministeriais para atuar na área de apoio do MPE.
A remuneração dos servidores é de R$2.056,46  para  os técnicos e R$3.919,18 para analistas. No valor, já está incluso o auxílio-alimentação de R$15 por dia (o que dá uma média de R$330 por 22 dias trabalhados), além dos vencimentos de  R$1.726,46 e R$3.589,18, respectivamente. De acordo com o promotor e integrante da comissão do concurso, João Leonardo Pires Leal, os candidatos que desejam participar da seleção precisam ter nível médio ou superior, respectivamente.
Para o cargo de analista, haverá chances para quem tem formação em qualquer área e para determinadas especialidades. “A diferença, no entanto, fica por conta do cargo de analista administrativo. Para se candidatar, basta ter nível superior em qualquer área. No último concurso, por exemplo, tivemos alguns químicos aprovados na seleção. Eles têm correspondido muito bem ao serviço proposto”, destaca o promotor.
Estre as especialidades abrangidas pelo cargo de analista estão a de Engenharia Civil, responsável por um percentual significativo no que diz respeito a carência de pessoal do órgão. O MP ainda pretende investir na criação de novos cargos, conforme adianta o promotor. “Vamos aproveitar este concurso para melhorar o quadro de pessoal do ministério. Para isso, as funções de assistente social, contador, administrador, bibliotecário e médico auditor estão em pauta”, destaca João Leonardo.
Um estudo detalhado sobre as principais carências do setor está sendo realizado. Após o mapeamento, uma solicitação deverá ser encaminhada para a Assembleia Legislativa para ampliar o quadro de pessoal de desses setores. Além da remuneração atrativa, os aprovados no concurso contam com alguns benefícios. O investimento na carreira acadêmica dos servidores é um bom exemplo.
Ainda de acordo com o promotor, uma reunião deverá decidir a organizadora do concurso. “Ainda não decidimos a organizadora, no entanto, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos Universidade de
Brasília, o Cesp/UNB, é um forte candidato”, declarou João Leonardo. A previsão é que a instituição responsável pela realização do concurso seja decidida até agosto.

Último concurso - O último concurso para o órgão foi realizado em 2005/ 2006, também pelo Cespe/UnB. A oferta foi para os cargos de técnico (nas especialidades Administrativa, de Execução de Mandados, Informática e Saúde) e analista (nas áreas Administrativa, Contábil, Médica, de Arquitetura, Assistência Social, Comunicação Social, Documentação, Ecônomia, Engenharia, Ciências Sociais, Pedagogia, Psicologia, Análise de Sistemas, Direito e Odontológica).
Naquela época, 327 vagas foram ofertadas. A seleção contou com prova objetiva, em comum a todos os cargos, prova prática de digitação, aplicada apenas aos que concorreram ao cargo de técnico ministerial das áreas administrativa e execução de mandados, e avaliação de títulos, para os candidatos ao cargo de analista. Para o cargo de técnico, a avaliação objetiva contou com 60 questões sobre as disciplinas de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Atualidades, Legislação, além de Conhecimentos Específicos de cada cargo.

MinC: Autorizado concurso para 83 vagas de nível superior


O Ministério da Cultura (MinC) recebe autorização do Ministério do Planejamento nesta terça, dia  31 de julho, para abrir concurso para 83 vagas de técnico de nível superior. De acordo com a tabela de remunerações dos servidores públicos federais, os rendimentos iniciais da carreira são de R$3.225,42.

De acordo com a portaria que autorizou o concurso, o MinC tem até três meses para divulgar o edital, ou seja, até o dia 30 de outubro. Como o prazo é curto, a organizadora da seleção deverá ser definida muito em breve.
Os cursos de graduação que serão exigidos ainda não foram informados pelo ministério. O provimento dos aprovados no concurso poderá ocorrer a partir de dezembro deste ano.
PORTARIA No- 314, DE 30 DE JULHO DE 2012
A MINISTRA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso de suas atribuições e tendo em vista a delegação de competência prevista nos art. 10 do Decreto nº 6.944, de 21 de agosto de 2009, resolve:
Art. 1º Autorizar o Ministério da Cultura a realizar concurso público para o provimento de oitenta e três cargos de Técnico de Nível Superior do Plano Especial de Cargos da Cultura.
Parágrafo único. Os cargos se destinam à reestruturação dos sistemas de acompanhamento e de prestação de contas dos projetos culturais incentivados no âmbito da Lei nº 8.313, de 23 de dezembro
de 1991, em cumprimento a determinação constante do Acórdão nº 1.385/2011 do Tribunal de Contas da União.
Art. 2º O provimento dos cargos previstos no art. 1º deverá ocorrer a partir de dezembro de 2012 e está condicionado:
I - à existência de vagas na data da nomeação;
II - à declaração do respectivo ordenador de despesa, quando do provimento dos referidos cargos, sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.
Art. 3º A responsabilidade pela nomeação das vagas de que trata o art. 1º será do Secretário-Executivo do Ministério da Cultura, a quem caberá baixar as respectivas normas, mediante a publicação de portarias ou outros atos administrativos necessários.
Art. 4º O prazo para publicação de edital de abertura para realização de concurso público será de até três meses contados da data de publicação desta Portaria.
Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Fonte: Folha Dirigida

TCE-CE: Órgão prepara concurso para níveis médio e superior


O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE) segue com os preparativos para realizar seu próximo concurso, que visa ao preenchimento de vagas para os cargos de técnico e analista ministerial. Inicialmete, serão 14 vagas distribuídas entre os níveis médio e superior, respectivamente.

As vencimentos são de R$3.479,48 (nível médio) e R$24.117,62 (nível superior). No próximo concurso também haverá vagas para auditor substituto de conselheiro e procurador. Estas oportunidades também exigem nível superior. Os vencimentos são bem atrativos: R$22.911,74 e R$24.117,62.

O órgão já está coletando e analisando algumas propostas de empresas e instituições interessadas em organizar a seleção. Ainda quanto a escolha da organizadora, a assessoria de imprensa do órgão adiantou que a Fundação Carlos Chagas (FCC) é a mais cotada no momento.

Prova disto, é que o presidente do Tribunal, o consaelheiro Valdomiro Távora, esteve em São Paulo para tratar do assunto, onde manteve contato com a instituição para verificar a possibilidade de contratá-la como organizadora do certame. A FCC foi a responsável pelo último concurso do Tribunal para provimento de 60 vagas de analista ministerial.

Na ocasião, os concorrentes foram submetidos a provas objetivas, discursivas e análise de título. No exame objetivo, as questões versavam sobre as disciplinas de Língua Portuguesa, Informática, Direito Constitucional e Administrativo e noções de Economia. Quanto a realização do último concurso para o cargo de técnico ministerial, segundo informações do departamento de Recursos Humanos do órgão, a seleção aconteceu entre 89 e 90. Desde então, o TCE não recebe servidores concursados de nível médio.

Fonte: Folha Dirigida

TRF 10ª Região: inscrições abertas para 2º e 3º graus. Até R$7.321


Já estão abertas as inscrições no concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) para técnico (níveis médio e médio/técnico) e analista (superior) judiciários. Há 28 vagas imediatas em cinco cargos, além de formação de cadastro de reserva em outros sete, totalizando 12 áreas/especialidades. Técnicos e analistas têm remunerações de R$4.762,96 e R$7.321,39 (com R$710 de alimentação), respectivamente, e carga de 40 horas semanais, em regime estatutário.
Para os que possuem o 2° grau, está disponível a área administrativa (16 vagas) e as especialidades Enfermagem (2) e Tecnologia da Informação (cadastro de reserva - CR) da área de apoio especializado. Os graduados podem se inscrever nas áreas administrativa (6) e judiciária (3), e nas especialidades Arquitetura (1), Contabilidade (CR), Engenharia (CR), Execução de Mandados (CR), Medicina (CR), Psicologia (CR) e Tecnologia da Informação (CR).
As inscrições serão aceitas somente pela internet, no site do Cespe/UnB, organizador, até as 23h59 do dia 20 de agosto, observado o horário oficial de Brasília/DF. Os valores das taxas são de R$60 para os níveis médio e médio/técnico e R$98 para o superior, podendo ser pagos em qualquer banco, bem como nas casas lotéricas e nos Correios, até o dia 3 de setembro.
Pode solicitar isenção o candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e for membro de família de baixa renda. Isso pode ser feito mediante requerimento, no site do organizador, dentro do prazo de inscrições. A validade do concurso é de dois anos, a princípio, podendo ser estendida pelo mesmo período.
Prova objetiva dia 11 de novembro

No dia 11 de novembro, todos os candidatos farão prova objetiva com o mesmo número de questões (do tipo "certo" ou "errado"), 120, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Específicos. Além disso, haverá uma parte discursiva: uma redação de 30 linhas. Eles terão quatro horas e meia para completar o exame, que será aplicado nas capitais do Distrito Federal e do Tocantins. Os locais e horários estão previstos para o dia 26 de outubro.
A seção básica, igual para a maioria das áreas/especialidades, será formada por questões sobre Língua Portuguesa, Noções de Informática, Noções de Legislação, Noções de Administração e Atualidades. Especialistas em Tecnologia da Informação, tanto técnicos quanto analistas, responderão a itens de Raciocíno Lógico em vez de Noções de Informática.
Será eliminado na prova objetiva quem ficar com total de pontos inferior a dez na seção básica, 21 na específica e 36 na soma. Na discursiva, é preciso obter cinco pontos ou mais, metade do total, além da classificação dentro do limite de textos corrigidos. O resultado final das provas objetivas e o provisório das discursivas serão divulgados no dia 4 de dezembro.

CÂMARA DE DEPUTADOS: Saiu edital para técnico e analista! Até R$14.825 mensais


Foi divulgado no Diário Oficial desta terça, dia 31, o edital do concurso para técnico e analista legislativo da Câmara dos Deputados, em Brasília/DF. A oferta inicial é de 138 vagas, com vencimentos iniciais de R$7.438,62 (nível médio/técnico) e R$14.825,69 (superior), com taxas de inscrição de R$70 e R$90, respectivamente. Para o nível médio/técnico, há oportunidades para técnico legislativo na atribuição agente de serviços legislativos em duas especialidades: serviços paramédicos - técnico em radiologia (três vagas) e serviços paramédicos - técnico em gesso (duas).
 
Para o nível superior, no cargo de analista legislativo, a oferta está assim distribuída, por especialidade: na área médica há oportunidades na neurologia (uma vaga), ortopedia e traumatologia (duas), otorrinolaringologia (uma) e radioimagem (duas), além de museólogo (duas), taquígrafo legislativo (14) e técnica legislativa (destaque da seleção, com a maior oferta, de 111 vagas, sendo seis para portadores de deficiência). 
 
Nesta especialidade, o cargo exige nível superior em qualquer área. O analista legislativo com atribuição técnica legislativa é responsável pela supervisão, coordenação, orientação ou execução de tarefas de apoio ao desenvolvimento de trabalhos legislativos e administrativos; além de prestar assistência à Mesa, Comissões, Lideranças e à Administração, atuando em procedimentos administrativos, por vezes fornecendo subsídios à elaboração de documentos de natureza legislativa, com a coleta de dados e informações, sua organização e atualização, em assuntos legislativos, administrativos, financeiros e orçamentários.
  
As inscrições estarão abertas a partir das 10 horas do dia 8 de agosto, com atendimento até o dia 28 do mesmo mês, via internet, no site do Cespe/UnB, organizador. As primeiras provas estão previstas para o dia 30 de setembro, e elas, assim como os demais eventos da seleção, serão realizadas somente na capital federal. A validade do concurso será de dois anos, contados a partir da homologação do resultado final, sendo prorrogável uma única vez e por igual período.

domingo, 29 de julho de 2012

Confira os novos cursos do GESCON! Prepare-se com qualidade!



O Grupo de Estudos para Concursos (GESCON), está com matrículas abertas para as disciplinas isoladas Português, Direito Administrativo e Contabilidade Pública. Estão sendo oferecidas 10 vagas em cada turma. (Veja abaixo mais informações).

As salas do Gescon ficam localizadas no Edifício Luiz Fortes (ao lado do Diretório do Democratas, próximo à Praça do Fripisa), um local de fácil acesso. As salas são bem estruturadas e as turmas são limitadas.


DISCIPLINA
PROFESSOR (A)
ENCONTROS
Nº DE ENCONTROS
HORÁRIO
INÍCIO
VALOR DA DISCIPLINA
DIREITO ADMINISTRATIVO
JOÃO CARVALHO
TERÇAS
6
19h ÀS 22h
04/set
R$ 130,00
PORTUGUÊS
TATIANA DANTAS
SEXTAS
8
19h ÀS 22h
10/ago
R$ 160,00
CONTABILIDADE PÚBLICA
RICJARDESON
SÁBADOS
6
9h às 12h
18/ago
R$ 130,00

Matrículas: 
Por e-mail: cursosgescon@gmail.com 
Por telefone 8803-5358 (OI) e 9957-9615 (TIM) - Eronildes 

Gescon abre matrículas para Curso de Orçamento e Contabilidade Pública. (Livro incluso no ato da matrícula).


O Grupo de Estudos para Concursos (GESCON), está com matrículas abertas para o Curso de Orçamento e Contabilidade Pública com encontros às quintas-feiras, das 19h às 22h. Estão sendo oferecidas 10 vagas na turma.


O curso iniciará dia 09 de agosto de 2012, com um total de 10 encontros, e será ministrado pelo Prof. Ricjardeson Dias, autor do livro "Contabilidade Aplicada ao Setor Público para o Exame de Suficiência do CFC" Editora Edipro. 





No ato da matrícula o aluno receberá o livro, que será adotado como material didático do curso. O estudante com frequência de 75% da carga horária receberá Certificado de Conclusão do Curso. 


As salas do Gescon ficam localizadas no Edifício Luiz Fortes (ao lado do Diretório do Democratas, próximo à Praça do Fripisa), um local de fácil acesso. As salas são bem estruturadas e as turmas são limitadas.





Valor do investimento = R$ 250,00 à vista ou em 2 x de R$ 140,00.


Matrículas: 
Por e-mail: cursosgescon@gmail.com 
Por telefone 8803-5358 (OI) e 9957-9615 (TIM) - Eronildes 

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Ministério da Fazenda: divulgado edital para técnico administrativo.

Terão início a partir do dia 13 de agosto as inscrições para concurso público do Ministério da Fazenda, regido pelo Edital ESAF n° 28, de 25/07/2012. Serão selecionados 463 novos servidores de nível médio para o cargo de Assistente Técnico Administrativo, com salário de até R$ 2.800,00.
As oportunidades serão para lotação no Distrito Federal (322 vagas) e em São Paulo (141), lembrando que, deste total, 25 vagas estão reservadas para portadores de necessidades especiais. Os Assistentes Técnicos são os profissionais que realizam atividades técnicas, administrativas, logísticas e de atendimento relativas ao exercício das competências inerentes ao Ministério da Fazenda.

Inscrição

As inscrições, no valor de R$ 62,00, serão realizadas, exclusivamente via internet, no endereço eletrônico da Escola de Administração Fazendária (www.esaf.fazenda.gov.br), no período compreendido entre 10 horas do dia 13 e 23h59min do dia 26 de agosto de 2012, considerado o horário de Brasília-DF.
Àqueles que não tiverem acesso a internet, serão disponibilizados computadores nas Diretorias Regionais da ESAF, nos seguintes endereços:
Brasília-DF - Centro Regional de Treinamento da ESAF - SAS, Q. 06 - Bloco "O" - 8ª andar - Edifício Órgãos Centrais do MF - Brasília-DF - Telefones: (61) 3412-5813/5887/5800;
São Paulo-SP - Centro Regional de Treinamento da ESAF - Avenida Prestes Maia nº 733 - 21º andar - Bairro da Luz - TelefonesProva
Os inscritos neste certame farão provas objetivas de Conhecimentos Básicos e Específicos, ambas de caráter seletivo, eliminatório e classificatório. Tais exames serão aplicados nas cidades de Brasília-DF e São Paulo-SP, provavelmente no dia 28 de outubro de 2012, em local e horário a serem divulgados por meio de edital a ser publicado no Diário Oficial da União e no endereço eletrônico www.esaf.fazenda.gov.br.
Os gabaritos estarão disponíveis a partir do primeiro dia útil após a aplicação das provas.

Validade

O prazo de validade do concurso será de 1 ano, prorrogável por igual período, contado a partir da data de homologação do resultado final do concurso.

domingo, 22 de julho de 2012

Começou hoje o Curso Intensivo para Analista Tributário da Receita Federal!


O Gescon iniciou hoje o primeiro encontro do Grupo de Estudos Intensivo para Receita Federal (Analista Tributário)

A turma tem o limite de 20 participantes, com encontros durante a semana à noite e aos finais de semana. (Veja abaixo o cronograma de encontros). O curso encerrará na véspera da prova, em 15/09/2012.  


Disciplinas
Horário
Professor
Nº de encontros
Direito Tributário
Segunda noite
(19h às 22h)
Prof. João Carvalho
4 encontros (23/jul; 30/jul; 06/ago e 13/ago)
Direito Administrativo
Quarta noite
(19h às 22h)
Prof. João Carvalho
4 encontros (25/jul; 01/ago; 08/ago; 15/ago)
Legislação Tributária
Seg/ Qua – noite
(19h às 22h)
Prof. João Carvalho
8 encontros (20/ago; 22/ago; 27/ago; 29/ago; 03/set ; 05/set; 10/set e 12/set)
Português
 Quinta - noite
(19h às 22h)
Profª Tatiana Dantas
8 encontros
(26/jul; 02/ago; 09/ago; 16/ago; 23/ago; 30/ago; 06/ago; 13/set)
Direito Constitucional
Sábados – tarde
(14:30h às 17:30h)
Prof. Nuno Bernardes
8 encontros
(28/jul; 04/ago e 11/ago; 18/ago; 25/ago; 01/set e 08/set; 15/set)
Contabilidade Geral
Domingos – manhã (10:30h às 13:30h)
Prof. Ricjardeson Dias

3 encontros
(22/jul; 29/jul; 05/ago)  
Administração Geral
Domingos – manhã (10:30h às 13:30h)
Prof. Ricjardeson Dias

1 encontro
(12/ago)  
Legislação Aduaneira
Domingos – manhã (10:30h às 13:30h)
Prof. Ricjardeson Dias
4 encontros
(19/ago; 26/ago; 02/set; 09 set)  

terça-feira, 17 de julho de 2012

TRT da 10ª Região (Distrito Federal e Tocantins) abrirá concurso com 28 vagas


A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, desembargadora Elaine Vasconcelos, assinou o edital do concurso público para provimento de vagas de Analista e Técnico Judiciário. O edital será publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, dia 5 de julho.
Estão previstas 28 vagas, incluindo duas para deficientes, além do cadastro de reserva. Veja abaixo as especificações dos cargos:
  • Analista Judiciário - Área Administrativa - 5 (geral) + 1 (com deficiência) + cadastro de reserva
  • Analista Judiciário - Área Administrativa - Especialidade Contabilidade - cadastro de reserva
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade Arquitetura - 1 (geral) + cadastro de reserva
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade Engenharia - cadastro de reserva
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade Medicina - cadastro de reserva
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade Psicologia - cadastro de reserva
  • Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade Tecnologia da Informação - cadastro de reserva
  • Analista Judiciário - Área Judiciária - 3 (geral) + cadastro de reserva
  • Analista Judiciário - Área Judiciária - Especialidade Execução de Mandados - cadastro de reserva
  • Técnico Judiciário - Área Administrativa - 15 (geral) + 1 (com deficiência) + cadastro de reserva
  • Técnico Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade Enfermagem - 2 (geral) + cadastro de reserva
  • Técnico Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade Tecnologia da Informação - cadastro de reserva
Os candidatos serão lotados no Distrito Federal e Estado do Tocantins conforme a necessidade do TRT da 10ª Região.
Para concorrer os interessados deverão se inscrever de 19 de julho a 20 de agosto pelo endereço eletrônico www.cespe.unb.br, com limite das 23h59 do último dia. As taxas, por sua vez, serão de R$ 60,00 para Técnicos e de R$ 98,00 para Analistas.
Segundo a empresa organizadora do certame, Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), as provas objetivas e discursivas estão previstas para novembro deste ano.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Auditor fiscal: previsão é de 100 vagas, para R$12.384

A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (Sefaz-RJ) está finalizando os estudos que, em breve, levarão à escolha da banca examinadora do concursopara auditor fiscal (antigo fiscal de rendas). Apesar de não ter um mês previsto para que isso ocorra, o objetivo do órgão é publicar o edital no fim deste ano ou no início de 2013. Já foi iniciado um estudo com o setor de RH para analisar o quantitativo de vagas, porém a perspectiva é de oferecer 100, como nas seleções anteriores. Atualmente, a secretaria conta com 970 auditores, que atuam na fiscalização, arrecadação, cadastro, planejamento e informações econômico-fiscais.

O secretário de Fazenda, Renato Villela, disse durante a cerimônia de posse dos analistas de finanças públicas, na última quinta-feira, dia 5, no Palácio da Guanabara, que esse número de servidores não é suficiente. "Estamos avaliando o quadro. Desde a última vez que esse levantamento foi feito, apontando um pouco menos de 1.500 servidores, muitas coisas aconteceram, como as mudanças tecnológicas nos bancos de dados e na capacidade do cruzamento de informação. Em vista disso, estamos fazendo um estudo bem detalhado na Sefaz, para definir qual é a lotação ideal. Nós devemos terminar isso nos próximos dois ou três
meses, e após essa definição, procuraremos preencher rapidamente esse quadro de efetivos", concluiu.

O cargo exige formação superior em qualquer área, e a remuneração é de R$12.384,22, para carga de trabalho de 40 horas semanais. Os interessados já devem iniciar os estudos, utilizando o programa da seleção anterior, de 2011, pois, segundo Villela, será mantido. Na ocasião, foram aplicadas duas provas objetivas, em datas distintas, totalizando 200 questões. As 100 primeiras verificaram conhecimentos de Língua Portuguesa (18), Matemática Financeira e Estatística (18), Economia e Finanças Públicas (16), Administração e Informática (26) e Direito Constitucional, Civil e Administrativo (22).

O segundo exame abrangeu Direito Empresarial/Comercial (20), Tributário (20), Legislação Tributária e demais normas atinentes à fiscalização (40), Contabilidade Geral e de Custos e Auditoria (20). Haverá curso de formação, eliminatório, com duração de aproximadamente três meses, na Escola Fazendária. Os selecionados farão fiscalizações-piloto com o acompanhamento dos auditores experientes, além de conhecerem como é feita a interação entre a Sefaz-RJ e os demais órgãos do estado.

Alerta sobre Direito Tributário

Conquistar um emprego que garanta estabilidade, boa remuneração e status é o sonho de muitas pessoas, mas é preciso determinação e foco nos estudos para alcançar esse objetivo. Quem deseja ingressar na carreira de auditor fiscal (antigo fiscal de rendas) da Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (Sefaz-RJ) pode seguir o exemplo de dedicação e as dicas de preparação de Juliana de Araújo Castelo Branco Castro, 34 anos, primeira colocada no concurso para analista de finanças públicas da Sefaz-RJ.

O conteúdo programático das provas objetivas para analista é bem similar ao da avaliação para auditor e, segundo Juliana, o Direito Tributário é o grande vilão das eliminações. "Essa disciplina ocupou parte do meu tempo, pois eu nunca havia estudado sobre o assunto. Foi a matéria em que eu mais sentia dificuldade, e para resolver esse problema eu fazia vídeo-aulas diariamente", frisou.

Ela não mediu esforços para realizar o sonho. Mesmo sendo formada em Matemática Aplicada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e tendo trabalhado no mercado financeiro, não foi suficiente para fazer a prova. "Eu já havia estudado algumas matérias, como Economia, Matemática, Português e Direito Administrativo. Quando saiu o edital fiquei dois meses focada nesse concurso", disse.

O foco nos estudos é o principal aliado para conseguir aprovação, porém, o nervosismo deve ser controlado na hora da prova. "Eu senti que estava indo bem, apesar de algumas matérias estarem bem complicadas. Fiquei com medo de perder a prova por causa disso, mas acabei mantendo a calma, e consegui", comemorou. No discurso feito na cerimônia de posse, ocorrida no último dia 5, no Palácio da Guanabara, a analista enfatizou que "é sempre bom o candidato já saber disciplinas básicas de concursos, como Língua Portuguesa, Matemática, Direito Administrativo e Constitucional, para quando sair o edital, poder priorizar os estudos de matérias específicas. Assim, a pessoa terá mais tempo para se preparar no que está faltando", finalizou. Fonte : Folha Dirigida

Fazenda: Ministério pode ter edital ainda este mês

Falta pouco para a abertura do concurso  do Ministério da Fazenda, para 463 vagas de assistente técnico-administrativo, de nível médio, com remuneração inicial de R$2.690,02, incluindo o auxílio-alimentação, de R$304. Segundo a Esaf, que já foi oficializada como organizadora do concurso, no último dia 5 (diferente do informado na edição nº 2.070 da FOLHA DIRIGIDA), o edital será divulgado tão logo seja definido o cronograma do concurso. A expectativa é que o documento seja liberado ainda este mês. No caso da Receita Federal, cujo concurso também está sendo realizado pela Esaf, os editais foram divulgados 12 dias após a publicação da portaria oficializando a organizadora da seleção. Caso o prazo seja semelhante no concurso de assistente, o edital para o cargo será divulgado por volta do próximo dia 17.

Confirmando-se a abertura do concurso nos próximos dias, o Ministério da Fazenda deverá conseguir nomear todos os aprovados ainda em 2012, cumprindo assim o previsto no acordo firmado entre União e o Ministério Público do Trabalho (MPT), para a substituição de terceirizados irregulares até o dia 31 de dezembro deste ano. No concurso realizado para o cargo em 2009, entre a publicação do edital e a nomeação dos primeiros aprovados passaram pouco mais de cinco meses.

Distribuição - De acordo com o Ministério da Fazenda, há 356 terceirizados a serem substituídos no órgão, sendo 283 em Brasília, 36 em São Paulo e 23 no Mato Grosso, além dos que estão distribuídos por Alagoas (3), Amazonas (2), Mato Grosso do Sul (1), Pará (5), Paraíba (1) e Pernambuco (2). Pela lógica, as vagas do concurso deverão ser distribuídas por essas localidades, mas o ministério não confirma a hipótese. Existe ainda a expectativa de que outros estados, a exemplo do Rio de Janeiro, sejam contemplados, uma vez que há mais vagas do que trabalhadores a serem substituídos. No concurso de 2009, os candidatos passaram exclusivamente por provas objetivas. Fonte : Folha Dirigida