domingo, 22 de abril de 2012

SEFAZ do Maranhão organiza concurso para Auditor Fiscal e Técnico.


Governo deve publicar edital de concurso da Sefaz em 2012


A Governadora do Maranhão, Roseana Sarney, já autorizou a Secretaria da Fazenda do Maranhão a realizar concurso público para o preenchimento de 80 vagas no cargo de Técnicos e 79 no cargo de Auditores Fiscais. Ambos as cargos exigem nível superior completo e os interessados devem possuir graduação em qualquer área.


De acordo com a assessoria de recursos humanos do órgão, a publicação do edital deverá ocorrer em breve. Os vencimentos iniciais são de R$ 6,7 mil para auditor e R$ 2,5 mil para técnico. A remuneração final (última referência no plano de cargos e salários) é de R$ 11 mil para auditor, e R$ 5,4 mil para técnico.

Além dos vencimentos, os servidores têm direito a uma participação na receita equivalente a até 30% dos vencimentos, participação que depende do desempenho da arrecadação estadual. Os servidores que trabalham nos Postos Fiscais têm suporte de alojamento e um adicional de 10% do valor do salário base para pagamento de despesas com alimentação.


Reforço
O objetivo do concurso é reforçar o quadro de servidores da SEFAZ, uma vez que a organização é responsável pela gestão, acompanhamento e controle da administração tributária do Estado, que no ano passado alcançou uma receita da ordem de R$ 2,7 bilhões.


O órgão possui 19 agências de atendimento e 25 postos fiscais localizados nas diversas regiões do Estado, sendo que uma agência central e 4 postos ficam na capital. Os aprovados no concurso serão designados para compor quadro funcional em todas as unidades do estado, conforme a necessidade da administração.

Segundo o secretário de Fazenda do Maranhão, Cláudio Trinchão, a Sefaz possui uma sólida e moderna infra-estrutura técnica e operacional que resultou da extraordinária renovação tecnológica e do desenvolvimento de pessoas. O órgão promoveu grande investimento para melhorar a qualidade técnica e de atendimento, propiciando o desenvolvimento de suas potencialidades e seu desempenho. Hoje, 15% dos servidores da fiscalização possuem pós-graduação, em decorrência dos grandes investimentos em capacitação promovidos pela Sefaz, e esta política de capacitação é permanente.

De acordo com Trinchão, outra importante mudança na Sefaz está na sua infra-estrutura física, “tanto as unidades centrais como agências e postos possuem hoje ótimas instalações. Novas adequações, reformas e construções estão sendo realizadas com investimentos em torno de 25 milhões, de forma a permitir que os servidores, em qualquer unidade, trabalhem em um ambiente estruturado e digno. Para isso, estamos dotando todos os postos fiscais, por exemplo, de dormitórios bem estruturados, inclusive nos maiores, estamos criando áreas de convivência que disporão de salas de internet, biblioteca, salão de jogos e refeitórios climatizados”.

A Sefaz está totalmente interligada, via satélite, às unidades na capital e no interior. Os avanços tecnológicos e estruturais do órgão resultaram na modernização dos postos fiscais e integração de sistemas de informática, permitindo um amplo acesso às informações por meio de uma rede corporativa de dados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário